Notícias

06 de abril de 2018

AGT Brasil apoia Agentes de Ananindeua/PA na conquista de melhorias para a categoria

Por: Henrique P. Henriques

Nas sessões ordinária e extraordinárias dessa quarta-feira (4), os vereadores de Ananindeua/PA, aprovaram um projeto de lei encaminhado pela Prefeitura, que prevê aumento para os agentes de trânsito da localidade. Representantes da categoria estiveram presentes no plenário para acompanhar a votação da pauta.

A AGT Brasil, com seu Diretor Estadual e agente de trânsito Henrique Pereira Henriques também se fez representar nessa luta em prol de melhorias para a classe.

Conforme o texto aprovado, foram alteradas as leis nº 2.842/2017 e 2.755/2015, que tratam da Gratificação de Risco de Vida e do Adicional de Atividade Operacional do Agente Municipal de Transporte e Trânsito de Ananindeua. Os dois benefícios passarão a corresponder 100% sobre o vencimento base desses servidores.

Para Marlison Carlos Souza da Silva (PSDC), presidente da Comissão de Transportes da Câmara dos Vereadores, a concessão das gratificações significa valorização dos agentes. “São servidores de fundamental importância para a mobilidade urbana e para a nossa segurança, que correm riscos diariamente, porque não sabem a índole das pessoas que vão abordar e notificar pelas infrações. Com esse aumento, certamente estarão mais entusiasmados para se dedicar às suas atividades”, declarou.

Dr. Daniel Santos (PSDB), presidente da Câmara, explicou o apoio dos parlamentares ao projeto. “Há cerca de 15 dias fomos procurados pela categoria, que pediu que conversássemos com o prefeito para conseguir parecer favorável ao encaminhamento do projeto. Acatamos o pedido e o prefeito afirmou se tratar de um compromisso que tinha com a categoria e que o mesmo seria cumprido. Hoje podemos aprovar esse projeto e nos sentir partícipes desse processo”, comemorou.

Após obter pareceres favoráveis das Comissões de Constituição e Justiça, de Finanças e Orçamento e de receber a Redação Final, o projeto foi aprovado por unanimidade nas sessões de hoje, 5 de abril, em duas votações. Agora segue para sanção do Executivo.

Comentários